“Um só homem dentre vós perseguirá a mil; pois é o SENHOR vosso Deus que peleja por vós, como já vos tem falado.” (Js 23:10 ACF)

Por que razão contamos as pessoas? Um homem que está com Deus é maioria, ainda que no outro lado haja mil. Algumas vezes os nossos ajudantes poderão ser demasiados para que Deus obre por meio deles, como sucedeu com Gideão, que não pôde fazer nada, até que nem teve de aumentar as suas forças, antes se viu obrigado a diminuir os seus números. As hostes do Senhor, porém, nunca são excessivamente poucas. Quando Deus quis fundar uma nação, chamou só a Abraão e abençoou-o. Quando quis vencer o orgulhoso Faraó, não usou exércitos, mas apenas Moisés e Aarão. O “ministério de um só homem”, conforme certos sábios lhe chamam, tem sido muito mais usado pelo SENHOR, do que grupos treinados com os seus oficiais. Acaso mataram todos os israelitas juntos, tantos filisteus como Sansão sozinho? Saul e os seus exércitos feriram os seus mil, mas David os seus dez mil.

O SENHOR pode dar grandes vantagens ao inimigo, e, não obstante, vencê-lo. Se temos fé, temos Deus conosco, e, então, o que são as multidões de homens. Um cão de pastor pode conduzir um grande rebanho de ovelhas. Se o SENHOR te envia, oh meu irmão, a Sua força executará o Seu propósito divino. Portanto, confia na promessa, e sê valente.

 

C. H. Spurgeon

 

Faith’s Checkbook

www.spurgeon.org 

Livro de Cheques do Banco da Fé 

Tradução de Carlos António da Rocha

http://no-caminhodejesus.blogspot.com/

Fonte: http://www.projetospurgeon.com.br